Make your own free website on Tripod.com

Flamengo ate morrer
Goleiros do Flamengo
Fotos de Algumas Conquistas Flamenguistas
Conquistas
Jogadores Principais

HINO DO MENGAO


Hino da Torcida

"Uma vez Flamengo
Sempre Flamengo
Flamengo sempre eu hei de ser"
" meu maior prazer
V-lo brilhar
Seja na terra
Seja no mar
Vencer, vencer, vencer
Uma vez Flamengo
Flamengo at morrer"
"Na regata
Ele me mata
Me maltrata
Me arrebata
De emoo, no corao"
"Consagrado
No gramado
Sempre amado
Mais cotado
Nos Fla x Flu
o : Ai Jesus!"
"Eu teria
Um desgosto profundo
Se faltasse
o Flamengo no mundo "
"Ele vibra, ele fibra
Muita libra, j pesou
Flamengo at morrer eu sou!"












HISTORIA RUBRO NEGRA

O Flamengo j nasceu com a garra e o esprito vencedor. A idia da criao de um grupo organizado de remo surgiu em bate-papos de jovens do bairro no Caf Lamas, no Largo do Machado. O objetivo era entrar na disputa com clubes de outros bairros, como o de Botafogo, que j atraam a ateno das mocinhas da poca. Jovens remadores - Jos Agostinho Pereira da Cunha, Mrio Spindola, Nestor de Barros, Augusto Lopes, Jos Flix da Cunha Meneses e Felisberto Laport - resolveram comprar um barco. O escolhido foi um j velho, porm adequado s finanas disponveis. Cotizaram o dinheiro, adquiriram o primeiro patrimnio, que foi nomeado de Pherusa, e fizeram uma reforma completa para utiliz-lo. No dia 6 de outubro, os jovens, mais Maurcio Rodrigues Pereira e Joaquim Bahia, foram dar a primeira volta com o barco. Saram da Ponta do Caju, na praia de Maria Angu (atual Ramos), de tarde. Mesmo com o tempo ameaador no cu, Mrio Spindola dirigiu rumo praia do Flamengo. Ento, o primeiro grande desafio do grupo surgiu. O forte vento virou a embarcao e os nufragos tiveram que se segurar no que restou da Pherusa. Joaquim Bahia, excelente nadador, saiu at a praia em busca de ajuda. Mas a chuva cessou e logo apareceu um outro barco, o Leal, de pescadores da Penha, e fez o resgate dos jovens e da Pherusa. A preocupao passou a ser Bahia, que depois de quatro horas chegaria praia, tornando-se o primeiro heri do Flamengo. A recuperao de Pherusa foi iniciada novamente. Quando ela j estava quase pronta, foi roubada e nunca mais vista. Mas o entusiasmo em fundar um grupo de regatas no desapareceu. Os jovens decidiram comprar outro barco. George Lenzinger, Jos Agostinho, Jos Flix e Felisberto Laport entraram na histria, juntaram o dinheiro necessrio e compraram o Etoile, de Luciano Gray, logo batizado de Scyra e registrado na Union de Canotiers. Na noite de 17 de novembro de1895, no casaro de Nestor de Barros, nmero 22 da Praia do Flamengo, onde era guardada a Pherusa e depois a Scyra, foi fundado o Grupo de Regatas do Flamengo e, com ele, eleita a sua primeira diretoria: Domingos Marques de Azevedo, presidente; Francisco Lucci Cols, vice-presidente; Nestor de Barros, secretrio; Felisberto Cardoso Laport, tesoureiro. Destacados ainda como scios-fundadores, Jos Agostinho Pereira da Cunha, Napoleo Coelho de Oliveira, Mrio Spndola, Jos Maria Leito da Cunha, Carlos Sardinha, Eduardo Sardinha, Jos Felix da Cunha Menezes, Emygdio Jos Barbosa (ou Emygdio Pereira, ou ainda Edmundo Rodrigues Pereira, h controvrsias) Maurcio Rodrigues Pereira, Desidrio Guimares, George Leuzinger, Augusto Lopes da Silveira, Joo de Almeida Lustosa e Jos Augusto Chalro, sendo que os trs ltimos faltaram reunio, mas assinaram a ata dias depois e receberam o ttulo. No encontro, foi acordado que a data oficial seria a de 15 de novembro, pois no aniversrio do Flamengo sempre seria feriado nacional (Dia da Proclamao da Repblica), e que as cores oficiais seriam azul e ouro, em largas listras horizontais. PRIMEIRAS COMPETIES, VITRIAS E MUDANAS A preocupao com o nacionalismo foi marcante no incio do Flamengo. Primeiramente, a denominao de grupo, ao invs de clube, palavra estrangeira. Depois, com a aquisio de novos barcos ao longo dos anos, a origem dos nomes foi a indgena (Aymor, Iaci e Irer) ao invs dos antigos, derivados do grego (Pherusa e Scyra). Mas foi com a Scyra mesmo que o Flamengo entrou em sua primeira competio. Um fiasco, causado pela inexperincia dos seus remadores, que comeram um bacalhau portuguesa com vinho verde antes da disputa. O barco bateu na baliza de sinalizao, a tripulao enjoou e, no fim, a embarcao do Botafogo rebocou a Scyra. Passado o primeiro vexame, o Flamengo comeou a competir, mas s conseguiu chegar em segundo e terceiro lugar. Por isso, foi logo chamado de Clube de Bronze. A primeira vitria veio no dia 5 de julho de 1898, na I Regata do Campeonato Nutico do Brasil, com Irer, uma baleeira a dois remos. Nesta poca, o Flamengo j reunia seguidores de todas as classes sociais, dos intelectuais, passando pelas famlias tradicionais, at os empregados de comrcio, todos torcedores fanticos do grupo. As mocinhas que caminhavam na praia do Russel acabam sempre no nmero 22 e a sede do Flamengo ficou conhecida como a "Repblica da Paz e do Amor". Antes um pouco, em 23 de novembro de 1896, uma das mudanas mais significativas na histria do Flamengo. Como as camisas do uniforme, listradas nas cores azul e ouro, eram importadas da Inglaterra e desbotavam com facilidade devido ao sol e ao mar das competies do remo, Nestor de Barros props que elas fossem para vermelha e preta. Junto com a mudana das cores e o crescimento do Flamengo, veio a transformao de Grupo em Clube, sugerida pelo poeta e cronista Mrio Pederneiras. Estava definitivamente concretizado o amor rubro-negro pelo Clube de Regatas do Flamengo. Depois de comear mal no remo, o Flamengo foi pegando experincia com o tempo. Afinal, outros grupos j existiam h mais tempo e venciam as competies com maior freqncia, como o Gragoat, o Botafogo e o Vasco da Gama. As primeiras provas eram conquistadas enquanto a paixo pelo clube aumentava. A partir do incio do sculo XX, o futebol comeava a disputar popularidade na cidade do Rio de Janeiro com o remo. Mas, como o clube rubro-negro no dispunha de departamento de esportes terrestres, seus scios eram obrigados a acompanhar o Fluminense tambm, pois em Laranjeiras havia um time para torcer. O maior exemplo desta diviso era Alberto Borgerth. Pela manh, era remador no Flamengo. tarde, representava o Fluminense no futebol. Os torcedores, sem opo para acompanhar os dois esportes em um s clube, seguiam o mesmo comportamento, dividindo-se na paixo clubstica. O Flamengo, ento, comeou a dar os seus primeiros passos no nobre esporte breto. O clube comea a disputar alguns amistosos. No primeiro, realizado dia 25 de outubro de 1903 no Estdio do Paissand Atltico Clube, perde do Botafogo por 5 a 1, com a seguinte formao: G.V. de Castro, V. Fatam, H. Palm, Sampaio Ferraz, A. Gibbons (capito), L. Neves, C. Pullen, M. Morand, A. Vasconcelos, D. Moutinho e A. Simonsen, com os reservas M. Gudin e A. Furtado. Uma curiosidade que o time de futebol no entrava em campo com o uniforme oficial do Flamengo. No primeiro jogo, vestiu camisas brancas e shorts pretos. Depois, foi obrigado a usar o Papagaio de Vintm e a Cobra Coral. O esporte era malvisto pelo remo rubro-negro e, por isso, o clube s se filiou Liga Metropolitana de Futebol - criada em 1905 - em 1912, depois do ingresso dos ex-tricolores, ficando cerca de nove anos disputando somente amistosos. O futebol do Flamengo dissidente do Fluminense. Em 1911, o tricolor estava s vsperas do ttulo carioca, mas, atravessava grave crise interna. O capito do time, Alberto Borgeth (o mesmo que remava pelo Flamengo), se desentendeu com os dirigentes e, depois de conquistado o campeonato, liderou um movimento de sada das Laranjeiras. Dez jogadores campees deixaram o Fluminense: Othon de Figueiredo Baena, Pndaro de Carvalho Rodrigues, Emmanuel Augusto Nery, Ernesto Amarante, Armando de Almeida, Orlando Sampaio Matos, Gustavo Adolpho de Carvalho, Lawrence Andrews e Arnaldo Machado Guimares. Dia 8 de novembro, foi aprovado o ingresso dos novos scios. Os remadores do Flamengo, porm, no eram favorveis dedicao oficial do clube rubro-negro ao futebol, caso que estava sendo analisado por uma comisso da qual o lder era justamente Alberto Borgerth. Mas no teve jeito mesmo. Em assemblia realizada no dia 24 de dezembro de 1911, o Flamengo criou oficialmente o seu time de futebol, sob a responsabilidade do Departamento de Esportes Terrestres. Uma das primeiras formaes do futebol do Flamengo A equipe treinava na praia do Russel e conquistava maior simpatia ainda com o povo, que acompanhava de perto os atletas no dia-a-dia. No primeiro jogo oficial, realizado dia 3 de maio de 1912, no campo do Amrica, na Campos Sales, uma goleada, a maior da histria do clube. O Flamengo venceu o Mangueira por incrveis 15 a 2. A equipe rubro-negra jogou com Baena, Pndaro e Nery; Curiol, Gilberto e Galo; Baiano, Arnaldo, Amarante, Gustavo de Carvalho, e Borgerth. Gustavo Adolpho de Carvalho marcou o primeiro gol oficial da histria do Flamengo e fez outros trs no jogo. Arnaldo (4), Amarante (4), Borgeth (2) e Galo (1) completaram o placar. Como no possua um campo prprio, o Flamengo mandava os seus jogos no Fluminense. Depois de um tempo, arrendou um espao na rua Paissandu, de propriedade da famlia Guinle, e parou de considerar o estdio das Laranjeiras como a sua casa. O PRIMEIRO FLA X FLU E OS PRIMEIROS TTULOS No dia 7 de julho de 1912, o Flamengo disputou o seu primeiro Fla x Flu. Os campees dissidentes do tricolor que passaram a defender o rubro-negro, porm, surpreendentemente perderam por 3 a 2 no confronto com o ex-clube. Muitos dizem que por causa desta derrota que abriu-se a enorme ferida que alimenta a eterna rivalidade do clssico mais famoso do mundo, o nico que tem nome prprio. Mas a primeira derrota para o rival no abalou em nada o nimo rubro-negro. Nos oito primeiros anos de disputa futebolstica, dois tricampeonatos nos 2 Quadros (aspirantes da poca), 1912/13/14 e 1916/17/18, dois vice-campeonatos, em 1912/13, e um bicampeonato com a equipe principal, 1914/15. No primeiro ttulo oficial conquistado pelo Flamengo, apenas uma derrota, para o Botafogo, por 2 a 1. J o bicampeonato foi invicto. Destacou-se nas duas campanhas o artilheiro Riemer, com 8 gols em 1913, 14 e 15. Conforme ia se afirmando como esporte importante no clube, o futebol mudava de uniforme. Em 1912, a estria oficial foi feita com a camisa quadriculada em vermelho e preto, logo apelidada jocosamente de Papagaio de Vintm pelos adversrios. No ano seguinte, mudana para as listras vermelha e preta, sendo que com um friso branco entre uma e outra. Tambm ganhou apelido, o de Cobra Coral. Como era muito semelhante ao pavilho fascista alemo, em 1914 ficou determinado finalmente que os jogadores do futebol poderiam usar o mesmo uniforme dos remadores, implantando-se, enfim, a igualdade nos dois esportes. O resultado foi a conquista do primeiro ttulo. Superstio ou no, funcionou e continuou assim. Mas, aps o bicampeonato de 1914/15, o Flamengo sofreu um duro golpe. A famlia Guinle no quis renovar o contrato de arrendamento do campo de treino da rua Paissandu, dando somente a opo de compra. Como o clube no dispunha de verbas para investimento de tal vulto, ficou com o prazo at o dia 31 de dezembro de 1931 para deixar o local. A dcada de 20 foi boa para o Flamengo. Depois de conquistar os ttulos de 1914/15 no futebol, o clube voltou a levantar o ttulo carioca em 1920, de forma invicta e marcando a primeira dobradinha com o remo - que havia ganho pela primeira vez no bicampeonato de 1916/17 - sendo campeo de terra e mar. A taa de 1920 tambm foi importante para aumentar ainda mais a rivalidade com o Fluminense. Com a conquista, o Flamengo impediu, pela primeira vez, um tetracampeonato do tricolor. Em 1921, novo ttulo no futebol. Os principais nomes do time eram os atacantes Junqueira, Candiota, Non e Sidney, Porm, nos trs anos seguintes, o Flamengo foi vice-campeo seguidamente, voltando a conquistar o Carioca somente em 1925. Nesta campanha, s foi derrotado uma vez - pelo Fluminense, placar de 3 a 1 -, venceu pela primeira vez outro tradicional rival, o Vasco da Gama, por 2 a 0, e teve em Non o grande artilheiro e destaque novamente, com 27 gols em 18 jogos. RAA RUBRO-NEGRA POPULAR No ano de 1927 aconteceram dois episdios que comprovam muito bem a fora que o Flamengo j representava com apenas trinta anos de histria. O primeiro foi o poder rubro-negro no futebol. O segundo, a sua famosa popularidade comprovada em nmeros. Suspenso por um ano pela Associao Metropolitana de Esportes Atlticos por ceder o seu campo de treinamento ao Paulistano para um amistoso com argentinos, o clube ficou sem jogadores. Os atletas se transferiram para outros times ou abandonaram a carreira, no acreditando que o Flamengo pudesse reverter a situao. Mas o povo se revoltou e exigiu a volta do clube s competies. Autorizado a disputar o campeonato carioca, o Flamengo contou apenas com jogadores que j haviam encerrado a carreira. Na primeira partida, uma goleada sofrida frente ao Botafogo por 9 a 2. Mesmo assim, a raa rubro-negra falou mais alto na hora da deciso e o Flamengo reverteu a situao mesmo com um time improvisado, sendo campeo em cima do Vasco, vencendo as decises do turno, 3 a 0, e do returno, 2 a 1. Nesta ltima partida, o atacante Moderato mostrou do que a paixo rubro-negra capaz, apesar do incipiente profissionalismo. O jogador, que sofrera uma cirurgia de apndice dois dias antes do jogo, atuou com uma cinta e suportou fortes dores at o fim dos noventa minutos. O outro episdio marcante do ano de 1927 a eleio do clube mais querido do Brasil. Com o objetivo de apontar a agremiao mais popular do pas, o Jornal do Brasil promoveu uma votao em que os leitores deviam enviar cupons apontando o seu time do corao. Os jornaleiros lusitanos, ento, escondiam os exemplares e s os vendiam aos torcedores vascanos. No dia de entregar os cupons na sede do jornal, rubro-negros se disfararam de portugueses e recolheram os votos cruzmaltinos, jogando-os no poo do elevador e nas latrinas. Na hora da contagem dos votos, o Flamengo foi eleito o Mais Querido do Brasil. Estava comprovada definitivamente a popularidade e a fora do clube. PREOCUPAO COM O PATRIMNIO RUBRO-NEGRO Junto com a conquista dos ttulos do futebol e do remo, o Flamengo se movimentava para aumentar o seu patrimnio. Em 1920, os scios autorizaram a diretoria a comprar o prdio do n 66 e o restante do n 68 (antigo n 22, residncia de Nestor de Barros e local de fundao do Grupo de Regatas do Flamengo), onde j estava sediada a sede nutica e social do clube. Quase no fim da campanha de arrecadao junto ao quadro social, em 25 de maro de 1925, o presidente Faustino Esposel reuniu a diretoria e comunicou a disposio do ento prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Antnio Prado Jr,. de ceder uma rea de mais de 34 mil metros quadrados s margens da Lagoa Rodrigo de Freitas. Com a possibilidade de ter um grande espao para as atividades sociais e esportivas do clube, a diretoria do Flamengo hipotecou os prdios de 66 e 68 assim que os adquiriu, visando aumentar as verbas e poder dar incio s obras na Gvea para a construo do estdio prprio. O primeiro jogo na Gvea, ainda sem muro e cercado por um punhado de madeiras, aconteceu em 26 de novembro de 1926 entre a Liga de Amadores de Foot-Ball (So Paulo) contra a Association de Amateurs de Argentina. Os anos trinta foram marcados pelo jejum rubro-negro no futebol. Ocupado em dar incio s obras no terreno da Lagoa, o Flamengo teve o maior perodo sem ttulos no esporte mais popular. Com a ltima taa sendo conquistada de maneira brilhante em 1927, o Flamengo s voltou ao posto de melhor time carioca doze anos depois, no campeonato de 1939, j com o seu estdio pronto. < brilhavam p) (terceiro agachado) 1937 viu ficando vice. pena, 1939 evitou, vez, tetracampeonato Laranjeiras toda paulista ganho anteriores. Valido Jarbas confrontos, coroando vitria 0. CONSTRUO DA GVEA 1931, decreto municipal 3.686, direito aforamento terreno Lagoa garantido prazo Ali construiu cercas 1933, pagou taxa 497 pde comear -, capacidade espectadores. pedra fundamental estdio, Prefeito Distrito Federal Pedro Ernesto, homenageado ocasio. 1935, pressionado Prefeitura, anunciou muro alvenaria terreno, exigncias cesso imvel. colocados portes madeira construda pista campo. Algum depois, conseguiu instalao gua irrigao gramado chuveiro vestirios, luz eltrica telefone particular. 14 maro 1936, autorizou arquibancadas Foram arrecadados Comisso Obras Mrio Rebello Oliveira, Manuel Joaquim Almeida, Comandante Alberto Lucena, Manoel Fernandes, Carvalho Alejandro Baldassini contratasse construtores. estaca, 160 firma Pieux-Franki, batida solenidade agosto 1936. Custo obra: 360 preo total tinha avaliado milho ris, Construtora Pederneiras S. A. parar obra, preciso arranjar dinheiro feito atravs lanamento scio proprietrio autorizado Conselho Deliberativo sesso 9 janeiro 1937. Inicialmente, um. Sucesso total, comprovando popularidade povo. Todos vendidos 30 dias arrecadou 400 ris. 100 lanados aumento cada vendidos. Mais 500 contos ris caixa obras tocadas pleno vapor Padilha renunciou cargo alegando cansao cinco lutando Dias Gonalves completou 31 1938. meio mandato Raul Gonalves, conselheiro Oscar Esposel props inaugurao 15 quando estivesse completando fundao. festa aconteceu antes. setembro 1938, Estdio batizado ?Estdio Bastos Padilha?, inaugurado Vitria vascana, estar nova casa concluda. brilhante 1939, Lenidas assiste voltar reinar 40. tricolor 1940 41, rumo Pirilo, 39 gols, ento Flamengo, Gustavo Carvalho, decide plenos poderes estrutura impedir Thomaz Soares Silva, Zizinho, ou Mestre Ziza, tal categoria. tricolor, dando seqncia seguidos 1942 43 44. Uma equipes Liderando equipe, qual destacavam lendas rubro-negras Yustrich, Guia, Bigu, Vev, 44 vitrias, 188 marcados derrotas. 63 obtm mdia partida. Pirilo marcando vezes. tri. sofrendo febre, argentino 41 min mil pessoas, lance polmico teria apoiado cabecear. Choro vascano rubro-negra, saborosos RESSACA DEPOIS DO TRI tentativa tetra, 1946. Percio convocado Exrcito lutar II Guerra Mundial Jurandir, Domingos Guia Valido, foras. tiro misericrdia dado mentor pouco remanescentes capazes seguido. instala consegue terceiras colocaes 1945 46 1948 49. Pior, tabu, durar vencer seis mal. mesma terminou: crise Dario Melo Pinto Zizinho Bangu, disputada Brasil, lamentada dcadas piorar, continua rival, revoltada queima camisa Jair Rosa Pinto, exigindo Costa. tanta turbulncia pior stimo lugar, Olaria. Diante tamanho desastre, diretoria. retorno Flvio igualmente vitorioso. 1951 1952, perdendo Vasco. Pelo tabu cruzmaltinos, 1951, nada segurasse 1953, conduzir paraguaio Fleitas Solich contrata conterrneos Garca, Chamorro Bentez junta-os defesa, virilidade Pavo habilidade Jordan; tcnica Dequinha, Rubens, Paulinho Moacir; frente, habilidoso goleador, formado Joel, ndio, Henrique, Evaristo, Zagallo Dida; destaques 1953 54 55. titulares tri, levantada goleada, 1, devolve placar dilatado terceira, 1. Conquistado tri histria, repete campeonatos seguintes termina 1956 1957, vice 1958 sexto 1959. DCADA ALEGRIAS RUBRO-NEGRAS 50 revelou brasileira 1958; Algodo, comandada Kanela, decacampe carioca; vezes bicampeo Carmen Godinha Zoulo Rabelo; atletismo Tio Mendes. Tanta emoo vitimou presidentes Gilberto Cardoso, smbolo amor faleceu devido infarto 1955, decidida segundo. dedicados filhos gloriosa. 60 bem colocao renncia George Fernandes causa dvidas serviu tumultuar ambiente assume sorte. 1961, Rio-So Paulo, nvel vem Surge Carlinhos, Nelsinho, Jaime, Almir. 1963, impede Botafogo. Comea campeonato, duas derrotas, Bangu. recupera nenhuma campanha. Este marca aps 20 torna novamente. Fadel inicia construo parque aqutico reestrutura departamento organiza frutos 60, 1964, maravilhoso 1965. IV Centenrio terra mar atletismo, alm masculino Entra Luis Roberto Veiga Brito. 1966, episdio marcante, feliz Bangu Almir Pernambuquinho, raudo rubro-negro, acabar iniciar briga difcil Vivendo entressafra tendo adversrio super-time Botafogo, Garrincha, Didi Grson, segunda 60. 1969, tem Fluminense. Se estava ruim, continuava pentacampeonato conquistava longo 28 anos, Coisas forte esportes. to comea formar daria esporte. chegara 1967 pelas mos radialista Celso Garcia, destacava nas escolinhas rubro-negras. 1972, vence sete lidera juvenil estreado profissionais 1971. Neste ainda, Torneio Sesquincentenrio Independncia Porm, acontece reparado depois. fere alma Reyes Fio Maravilha 1974, passa titular principal profissional, cima d pequena amostra capaz proporcionar clube. bate magistralmente superar mquina tricolor. Francisco Horta montou grande time, deixando rivais, carioca. Imagens Fla Flus espera valeu pena. marcantes Impediu cabea deu completado grupo brilharia intensamente incipientes categoria veterana coadjuvantes brilhantes Rondinelli Cludio Ado vir, Figueiredo, divises base Baltazar FORMAO DE TALENTOS TAMBM NOS OUTROS ESPORTES preparao maravilhosa, 80, privilgio natao formou trazer extensa lista durante dez anos. 1978, Jos Finckel iniciou 1979 sensacional estaduais s terminar vlei feminino remo, atletas ganhando As meninas venceram estadual 1977 16 alcanaram vencerem dentro d?gua, sequncia impressionante. cariocas vencendo Trofu 1978. 80 conquistas Anos era qualquer outra coisa. Tempo clube, reinava campos coadjuvado Mozer, Rondinelli, Lico. Fora gramados, esporte amador ganhava disputava, natao, basquete, remo jud. Cantarelli, Csar, Tita esto Olimpo Rubro-Negro Embalado tricampeonato 1980, Rio Janeiro, sagrado 1974. Mineiro Toninho, Manguito, Marinho Carpegiani Jlio Csar entram obrigao vencer. esquadro emocionante Atltico-MG, ltimos minutos, exploso seria muitas dcada. teve maiores felicidades pode alcanar, tudo num espao meses. novembro Amrica Mundial, tornando-se glria planeta. quebra, devolveu goleada 6 sofrida 1972 ficou quase 10 entalada garganta torcedores Participando vez Taa Libertadores Amrica, voltou suas essa competio. Mostrou bom bola valente ela tambm. Superou violncia sul-americanos continente, disputada, Cobreloa, vencida Zico. 13 dezembro 1981, campo importante Raul, Marinho, Mozer Jnior; Adlio Zico; Tita, Lico eram encarregados levar interclubes contra Liverpool, ingls. fora, enfiou (2) sagrou mundo. Era xtase Nao, que, todas partes planeta, cantou nunca rubro-negro. motivo sorrir, bicampeonato brasileiro. Da nica mudana entrada Figueiredo zagueiro Marinho. Grmio terreiro Nunes lado)depois passe pra variar. 1983, terceiro coroao mesma. pblico tempos (mais 155.253 pessoas), prevalecer adversrio. Meteu logo aos 40 segundos Zico, ampliou etapa. minuto, Adlio, fechou goleada. rubro-negro igualava Inter, tricampeo 1976 76 79, nmero Apesar apogeu, dolo. estrangeiros comeavam eldorado transfere Udinese, Itlia, fica orf. gloriosa Galinho Quintino agenta saudades volta 1985. Os adversrios tremem e, recuperao cirurgia joelho brasileira, comanda 1986, 80. despontava aquele poderia sido substituto, chance perdeu clubes. firmar profissionais. 1987, Leandro, Edinho Andrade, novos talentos desenvolvidos Aldair, Zinho, endiabrado ponta direita, levanta quarta brasileiro, tornando, detentor nacionais tempos. terminou maneira triste Flamengo. despediu deixou legio enorme fs carentes. Como ficaria Zico? Ainda estavam negociados, Leonardo, Jorginho, Aldair craques veteranos haviam deixado Andrade foram Roma retornaram brasileiros Leandro abandonou gramados. Zico esteve presente 90. remanescente maravilhosa seguiu comando voltara 1989, comandou dcada sculo XX. Jogando meio-campo, conquistou ttulos nacionais, alavancou posto melhores times 1990, existncia. estdio Serra Dourada, segurou lhe garantia ttulo, pois vencera jogo deciso 0, Fernando. comeava liderar gerao campe So Juniores, formada Pi, Fabinho, Marquinhos, Djalminha, Paulo Nunes, Nlio outros. seguinte, Campeonatos disputados dcada, ?Maestro Gvea?, ser conhecido poca requintado futebol armao jogadas, organizou garotada carioca, j experiente Zinho abaixo) Uidemar, Ferreirinha. centroavante Gacho, seus cabea, torna-se das principais armas time. 1992, vindo conquista estadual, entrou desacreditado comeo campanha, fez jus falta f. Ficou atrs classificao foras chegar entre primeiros. arrancada sensacional, passou decisiva, elimina favorito humilhou constelao estrelas final. Para tornar pentacampeo ampliar vantagem vencedor desta pas, jovem contou Jnior, campanha nove (feito indito jogador), apoio mostrou fora jogos finais, colorindo totalmente vermelho preto ltimo espremendo rivais botafoguenses canto estdio. Nos sofre. despede gramados novamente rumo. ?Quem nosso dolo agora?? perguntavam-se rubro-negros. NOVOS DOLOS NO CORRESPONDEM 1995, ex-radialista assumiu presidncia consigo (na foto lado), craque Mundo 1994, Brasil. novo dirigente tirava mundo Europa, Barcelona. jogador, Wanderley Luxemburgo, treinador apontado imprensa melhor pas. promessa era, brilhante. centenrio, parecia ia marcar data vitrias Mas exatamente isso aconteceu. fase decisiva abriu ampla margem pontos segundo pareceu iria primeira antes metade ano. emocionante, 2, histrico gol barriga Renato Gacho jogo, deixa escapar. derrota abalou administrao Leite, desfez parte contratou Brasileiro. Em negociao, trouxe Palmeiras, rico Brasil poca, Edmundo. Alm ter elenco trio maravilhoso, tambm, atingiu ex-clube jogador. apesar contar ?ataque sonhos?, mal Brasileiro Maracan. Numa final torcida rubro-negra lotou Maracan sozinha, venceu Independiente, Argentina, somente por 1 precisava pelo menos dois gols saldo aproveitou ltima oportunidade conquistar alguma coisa centenrio. PROMESSAS E DOIS TTULOS CARIOCAS chegou Gvea 1995 prometendo dar alegrias torcida, mas, passado primeiro artilheiro havia conquistado nada. J Edmundo, movimenta cofres jogadores. Do Fluminense colocado chegam lateral-esquerdo Lira, meias Mrcio Costa Djair tcnico Joel Santana. Tira Botafogo revelao competio nacional, armador Iranildo, traz atacante Amoroso, destaque brasileira. Com bons banco reservas, ganha Carioca perder ningum quarto histria rubro-negra. Na empate 0 muito alvio jejum trs ttulos. campeo carioca invicto 1996 dura pouco. Nas competies seguintes, mantm padro. diretoria compra vende jogadores, chegando centena transaes at (fim seu mandato). Nesta leva, Romrio vai Europa volta. Eem hbil negociao :Leite, chega frente Bebeto contratado reviver Baixinho dupla ataque tetracampe mundial, mas pela porta fundos. Svio outro tambm afunda junto envolvido numa troca Real Madrid.
Em 15 de novembro de 1895 foi fundado o Clube de Regatas do Flamengo. Os fundadores foram os seguintes:Domingos Marques de Azevedo, Jos Agostinho Pereira da Cunha, Mrio Spinola, Jos da Cunha Menezes, Maurcio Rodrigues Pereira, Napoleo Coelho de Oliveira, Nestor Barros, Felisberto Cardoso Laport, Jos Maria Leito da Cunha, Carlos Sardinha, Desderio Guimares, Francisco Lucci Goias, Emidio Jos Barbosa e Jorge Leuzinger.Por ter sido fundado visando a prtica do remo, o seu primeiro nome foi Grupo do Flamengo, tendo a seo terrestre sido criada em 1902. Esta, entretanto, s ganhou fora em 1911, com a transferncia do quadro principal do Fluminense para l. Em 24 de novembro deste ano foi criada, por este grupo, o Departamento de Futebol. Na verdade, a data real de fundao do clube fora 17 de novembro de 1895. Entretanto, para que a data sempre casse em um feriado, anteciparam-na para 15 de novembro. Como j foi dito, o futebol no Flamengo s apareceu em 1911. Este aparecimento se deu em funo de um desentendimento entre os jogadores de futebol do Fluminense e a comisso tcnica do clube. O capito da equipe, Alberto Borgeth, abandonou o clube, sendo seguido por nove dos onze jogadores titulares. A retirada tinha um objetivo: criar um novo clube de futebol. Escolheu-se o Flamengo, por este clube ainda no praticar o futebol. As cores escolhidas foram o vermelho (cor dos flamingos), e o preto, que j existiana bandeira original, entre os remos. Antes disso, as cores do Flamengo eram o azul e o amarelo. Essas cores, entretanto, possuam muito pouca resistncia ao Sol (muito forte no Rio de Janeiro) e salinidade das guas da Baa de Guanabara. A primeira partida de futebol do "recm-nascido" Flamengo se deu no Campeonato Carioca de 1912, no dia 03 de maio. O local foi o antigo estdio do Amrica, na Rua Campos Sales (Tijuca). A estria foi promissora: 16 X 2 no Mangueira (um dos piores times da poca). O primeiro gol da histria do clube foi marcado por Gustavo de Carvalho. Neste jogo, ele faria outros quatro. Os outros tentos foram marcados por Arnaldo (4), Amarante (4), Borgeth (2) e Galo (1).

Uma porta; Tamanho real=180 pixels de largura

TITULOS DO FLAMENGO


Ttulo de 14 o primeiro da histria do futebol do Flamengo. O time: Baena; Pndaro e Nery; Curiol, Miguel e Gallo; Arnaldo, Gumercindo, Borgerth, Riemer e Raul. Ttulo de 27 A mstica da camisa rubro-negra ganha fora. O time suspenso por um ano pela Associao Metropolitana de Esportes Atlticos, por ter cedido o seu campo de treinos, na Rua Paissandu, ao Paulistano, de So Paulo, para amistosos contra times argentinos. O Paulistano acaba de ser excludo da Associao Paulista de Esportes Atlticos, por lutar contra o profissionalismo que, aos poucos, vai ganhando corpo no futebol do pas. Vrios jogadores deixam o Flamengo e outros abandonam a carreira, crentes de que a situao no ser revertida. Mas, demonstrando a fora popular que o clube j tem na capital federal, o povo e a imprensa se revoltam e exigem a reconduo da equipe ao Campeonato Carioca. Autorizado a voltar, o time no tem mais jogadores. Recorre ento a atletas que encerraram a carreira. Na estria, um vexame: goleada por 9 a 2 para o Botafogo. Mas, na base da raa, a equipe se recupera na competio, reverte o quadro negativo e, no embalo da paixo que j a caracteriza, conquista o ttulo em cima do Vasco. O atacante Moderato, com uma faixa na cintura, entra em campo dois dias depois de operado de apendicite, suporta 90 minutos de dores e sacrifcio e o heri do ttulo. O time: Amado; Hermnio e Hlcio; Benevenuto, Seabra e Flvio Costa; Crystolino, Frederico, Vadinho, Chagas e Moderato. O primeiro tri (42/43/44) Comandado pelo tcnico Flvio Costa, o Flamengo obtm 44 vitrias e apenas seis derrotas, com 188 gols marcados. O craque da equipe Zizinho, o mestre Ziza. Mas h outros destaques, como Yustrich, Domingos da Guia (negociado ao Corinthians aps o segundo ttulo), Bigu, Modestro Bria, Jaime de Almeida, o argentino Valido, Vev e o artilheiro Pirilo, autor de 46 gols na campanha. No terceiro ttulo, Valido j no joga mais, e Percio convocado pela FEB para lutar como pracinha na Itlia, na Segunda Guerra Mundial. Quando o certame j estava na reta final, Valido participa de uma pelada na Gvea. Vendo sua boa forma, Flvio Costa o convoca para ajudar o time. O argentino volta e participa da goleada por 6 a 1 sobre o Fluminense. Na final contra o Vasco, Valido entra em campo com 39 graus de febre. Ainda assim, marca o gol do ttulo. Segundo os vascanos, ele se apia no lateral-esquerdo Argemiro antes de cabecear a gola. Segundo os rubro-negros, mais um heri da histria do Fla. O time do tri: Jurandir; Newton e Quirino; Bigu, Bria e Jaime; Valido, Zizinho, Pirilo, Tio e Vev. O segundo tri (53/54/55) O clube contrata o tcnico campeo sul-americano de 53, o paraguaio Fleitas Solich, que chega Gvea com a fama de Bruxo. Don Fleitas consegue formar um grande conjunto, nos trs anos, mesclando atletas de fora (entre eles, seus compatriotas Sinforiano Garcia, Chamorro e Bentez) com jovens revelaes da Gvea, como Evaristo de Macedo, Zagallo, Dida e Henrique. O ltimo ttulo conquistado j no incio de 56, com o seguinte time: Chamorro; Tomires e Pavo; Servlio, Dequinha e Jordan; Joel, Duca, Evaristo, Dida e Zagallo. Mas h outros craques que participam da conquista, como Rubens, o doutor Rbis, Moacir e ndio. Rio-So Paulo de 61 a primeira conquista de dimenso nacional do Flamengo, que deixa para trs times como o Santos de Pel e o Botafogo de Garrincha. Ttulo de 63 Diante do maior pblico j reunido num estdio brasileiro para um jogo entre clubes, o Flamengo conquista o Campeonato Carioca de 63 num empate sem gols com o Fluminense. O Rubro-Negro, que depende de um empate, conta com uma estupenda atuao do goleiro Marcial, que evita o gol tricolor. Os campees: Marcial; Murilo, Lus Carlos, Ananias e Paulo Henrique; Carlinhos e Nelsinho; Espanhol, Arton, Geraldo e Osvaldo. O tri em dois anos No espao de menos de um ano entre os ltimos meses de 78 e meados de 79 , o Fla grita trs vezes " campeo". So os primeiros frutos da gesto de Mrcio Braga frente do Rubro-Negro. Mrcio assumiu a presidncia apoiado por um grupo de empresrios e influentes conselheiros disposto a resgatar a grandeza do clube. Sob o slogan "Craque, a gente faz em casa", o clube conta realmente com vrios jogadores revelados na Gvea, mas a eles junta jogadores consagrados vindos de outros centros. Em 78, conquista os dois turnos do Carioca e dispensa uma deciso. A vitria no segundo turno foi obtida nos minutos finais, contra o Vasco, numa cabeada fulminante do zagueiro Rondinelli, apelidado a partir desse dia de "Deus da Raa". No incio de 79, promove-se pela primeira vez um Campeonato Estadual, aproveitando a fuso das Federaes de Futebol do Estado do Rio e da Guanabara. O Flamengo, sempre com Zico como artilheiro, mais uma vez campeo. Poucos meses depois, no Campeonato Carioca propriamente dito, o Flamengo volta a dar as cartas e conquista o ttulo sem necessidade de uma deciso. Brasileiro de 80 O time do Flamengo j est consolidado. Com seu estilo de toque de bola, aproveita a fora do meio-de-campo e, acima de tudo, o talento incomparvel de Zico. Nas finais diante do Atltico-MG, o Flamengo joga por dois empates ou uma vitria e uma derrota pela mesma diferena de gols, por ter feito melhor campanha do que os mineiros, tambm donos de um grande time, embora sem as solues de banco dos rubro-negros. No primeiro jogo, sem Zico, contundido, o Flamengo perde por 1 a 0 no Mineiro, com um gol de Reinaldo, em falha de Jnior. Nessa partida, o zagueiro Rondinelli sofre uma contuso no maxilar que o tira da finalssima. Aps a partida, revoltado, ele tenta invadir o vestirio atleticano para pegar der, a quem responsabiliza pelo lance da contuso. contido a muito custo pelos companheiros e, uma vez dominado, desaba num pranto que emociona os companheiros. No Maracan, pouco antes de entrarem em campo, Adlio, que s entrar no time no segundo tempo, l um bilhete que Rondinelli enviara aos companheiros do hospital em que se encontrava: "Companheiros, estou bem, torcendo de fora. Vamos pra cabea." E o Flamengo vai, numa das decises mais emocionantes e dramticas da histria do Brasileiro. Logo no incio, em primoroso lanamento de Zico, que est voltando ao time, Nunes faz 1 a 0. Mas Reinaldo est em estado de graa, do outro lado. Um minuto depois, em jogada pessoal, ele empata. O jogo arrastado. Os mais de 150 mil pagantes vibram com as jogadas dos craques dos dois times. Quase ao fim do primeiro tempo, Jnior tenta um chute de fora da rea e a bola pra em Zico, que a domina, gira e acerta um fulminante chute, para pr o Flamengo de novo frente. O Atltico esgota a regra trs no intervalo, com a sada de Orlando e Luisinho contundidos. Reinaldo sofre uma contuso muscular e passa a fazer nmero na ponta-direita. Ali, catimba, faz de tudo para desequilibrar o adversrio. Num descuido deles, aproveita para empatar o jogo, correndo mesmo mancando, por trs da zaga, para escorar um centro de der. A oito minutos do fim, Nunes recebe de Zico, pra a bola pela ponta-esquerda, finge que vai cruzar e d um corte seco no zagueiro Silvestre. Penetra na rea e consegue um ngulo mnimo, entre Joo Leite e a trave, para fazer o gol do ttulo. A festa carioca comea ali e invade a noite de 1 de junho. O time: Raul; Toninho, Manguito, Marinho e Jnior; Andrade, Carpegiani e Zico; Tita, Nunes e Jlio Csar. Libertadores de 81 Mais uma vez Flamengo e Atltico-MG fazem grandes duelos. Empatam por 2 a 2 nos dois jogos pela primeira fase e igualam-se em vitrias e tropeos diante dos paraguaios Olimpia e Cerro Porteo. Resultado: tm de fazer um jogo-extra para decidir quem vai para a segunda fase. O Flamengo impe o local: o Serra Dourada, em Goinia; o Atltico, o rbitro: o carioca Jos Roberto Wright. O jogo s tem meia-hora. Reinaldo comete falta por trs em Zico, com uma tesoura, e expulso. Forma-se o tumulto. Um minuto depois, der prepara-se para cobrar uma falta no meio-de-campo e resmunga. Wright, quase a seu lado, vira-se rapidamente e expulsa o ponteiro. No novo tumulto, Palhinha e Chico desafiam o juiz a expuls-los. E acabam tambm saindo. O Atltico, depois de um tempo de paralisao, queima a regra-trs e, por meio do zagueiro Osmar, provoca mais uma expulso. Sem o nmero de jogadores legais para continuar, o juiz encerra o jogo. O Atltico recorre Confederao Sul-Americana de Futebol, mas perde o recurso. O Flamengo, que dependia de um empate para se classificar, por ter obtido melhor saldo de gols, proclamado o classificado. E segue adiante na competio, at se classificar para decidir o ttulo com o Cobreloa, do Chile. No primeiro jogo, no Maracan, vence por 2 a 1, com dois gols de Zico, o artilheiro da competio. No segundo, em Santiago, o Cobreloa faz 1 a 0 e provoca uma partida extra. Os meias Adlio e Lico so postos fora de combate pela violncia do zagueiro Mrio Sotto, que, no se sabe como, consegue atuar com uma pedra na mo e, com ela, acerta os indefesos adversrios. Dois dias depois, no jogo-extra, em Montevidu, Zico faz um gol logo no incio. Pouco depois, Andrade expulso, por violncia. Mas o mesmo no acontece com Sotto, que continua a distribuir suas agresses. Perto do final, Zico faz 2 a 0. E o tcnico Paulo Csar Carpegiani chama o jovem atacante Anselmo para entrar no lugar de Nunes. "Entra l e pega o Mrio Sotto", ordena, curto e grosso. Inexperiente, Anselmo cumpre risca a misso e nem toca na bola. Tira o desleal chileno de campo e sai expulso. o nico seno na bela conquista do Flamengo. O time: Raul; Nei Dias, Marinho, Mozer e Jnior; Leandro, Andrade e Zico; Tita, Nunes e Adlio. O dia do Ladrilheiro O Flamengo desembarca no Rio e tem de enfrentar o Vasco menos de uma semana depois. Como tem larga vantagem sobre o rival, pode perder dois jogos e, ainda assim, ter a chance de decidir o ttulo num terceiro, dependendo somente de um empate. Um ponto separa o Fla do ttulo. Mas o Vasco, com gols de Roberto Dinamite, faz 2 a 0, evita o ttulo rubro-negro e ganha uma chance extra. Trs dias depois, sob uma chuva fortssima, o jogo est nos minutos finais e a torcida do Flamengo, nas arquibancadas, comemora o ttulo. Mas Roberto faz o gol da vitria do Vasco e provoca mais um clssico. No domingo, ainda dependendo de um empate, o Flamengo marca dois gols rapidamente e administra a vitria. No final, o Vasco diminui o marcador. E entra em campo um ladrilheiro, que, ao tentar desvencilhar-se dos revoltados jogadores vascanos, provoca uma correria no gramado, retardando o jogo e esfriando os nimos cruzmaltinos. O Flamengo acaba confirmando a vitria, aps o reincio do jogo, corre para o aeroporto e embarca para Tquio, onde, no fim de semana seguinte, decidir o ttulo mundial com o Liverpool. Ttulo mundial de 81 Das conquistas rubro-negras, certamente esta a mais tranqila. Quando o Liverpool dos hbeis escoceses Dalglish e Souness, acorda, se que acordam, o jogo j est 3 a 0 para o Flamengo. Nunes (2) e Adlio fazem os gols, ainda no primeiro tempo, que do o ttulo ao time carioca, o segundo do Brasil a festej-lo, 18 anos depois do bi do Santos de Pel. Pelo restante do primeiro tempo e todo o segundo, o Flamengo apenas brinda os extasiados japoneses com seu vistoso toque de bola, comandado pelo melhor jogador em campo, o notvel Zico, j inquestionvel como o maior entre tantos craques que um dia vestiram a camisa rubro-negra. Estamos a 13 de dezembro. Aos 86 anos de vida e 70 de futebol, o Flamengo conquista o mundo com Raul; Leandro, Marinho, Mozer e Jnior; Andrade, Adlio e Zico; Tita, Nunes e Lico. Brasileiros de 82 e 83 Os rubro-negros ainda curtem a ressaca da seqncia fulminante de ttulos do ano anterior. E como favorito que entra no Campeonato Brasileiro. Favoritismo esse que justifica, jogo a jogo, uma virada em cima de outra, com um Zico no esplendor da forma e seus coadjuvantes tambm. No surpresa, assim, que o Flamengo se classifique para a deciso, diante do competitivo Grmio, campeo do ano anterior, dirigido pelo mesmo nio Andrade e com o volante Batista, ex-Inter, como reforo um time que j tinha Leo, Paulo Roberto, De Leon, Paulo Isidoro, Tarciso, Baltazar e, comeando a se firmar na equipe, o jovem Renato Portaluppi. O primeiro jogo no Maracan durssimo. Nos minutos finais, Tonho pe o Grmio frente. Mas, mal dada a sada, Zico empata. Dias depois, no Olmpico, um 0 a 0 provoca a terceira partida, no mesmo local. De cara, em passe de Zico, Nunes, o artilheiro das decises, faz 1 a 0. E o resto com o goleiro Raul, autor de uma srie de defesas quase impossveis que garantem ao rubro-negro mais um ttulo. Em 83, Carpegiani demitido em meio competio, aps uma srie de tropeos. Carlinhos assume interinamente, mas no dura. contratado Carlos Alberto Torres, que chega dos Estados Unidos para a sua primeira experincia como tcnico. Logo na estria do Capito do Tri, o Flamengo goleia o Corinthians, de Scrates, Casagrande, Wladimir, Zenon e Leo, por 5 a 1. E embala. Na deciso do ttulo, o adversrio o Santos, que vence em So Paulo por 2 a 1 e viaja para o Rio dependendo de um empate. A vantagem santista no dura o primeiro minuto. Zico faz 1 a 0. Ainda no primeiro tempo, Leandro amplia. Nos minutos finais do jogo, j com a torcida cantando nas arquibancadas, Adlio, de cabea, define os 3 a 0. Brasileiro ou Copa Unio um dos mais belos Campeonatos Brasileiros da histria, com tima mdia de gols e de pblico. Para a CBF, porm, no Brasileiro, mas apenas Copa Unio. Antes da competio, os dirigentes dos grandes clubes do pas resolvem se unir e tomar as rdeas do torneio. Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, Corinthians, Palmeiras, Santos, So Paulo, Cruzeiro, Atltico-MG, Grmio, Internacional e Bahia fundam o Clube dos 13 e, para montar um campeonato de 16 times, convidam Coritiba, Gois e Santa Cruz. A CBF acaba concordando e, a essa competio de elite, denomina Mdulo Verde. O Mdulo Amarelo, com outros 16 times, tem o seu campeonato. A CBF estabelece que, no incio do ano seguinte, o vencedor e o vice de cada mdulo faam um quadrangular, para definir o campeo e o vice brasileiros. O Atltico-MG, dirigido por Tel Santana, faz a melhor campanha da segunda fase, classificando-se invicto para a segunda. O Flamengo, comandado por seu ex-volante Carlinhos, engrena na metade final da primeira fase e tambm se classifica. Nas semifinais, Cruzeiro e Inter fazem um duelo, Flamengo e Atltico - sempre eles -, o outro. Mas Zico no s o craque. o exemplo. No segundo jogo das primeira fase, em que seu time bate o Coritiba no Maracan, o camisa 10 sai de campo contundido. Com um 0 a 0 no Beira-Rio e uma vitria por 1 a 0, na prorrogao, no Mineiro, o Inter do tcnico nio Andrade um dos finalistas. No outro confronto, o Flamengo quebra a invencibilidade do Atltico, no Maracan, com uma vitria por 1 a 0, gol de Bebeto. O segundo jogo, no Mineiro, o melhor da competio. O Flamengo, comandado por Zico, mas cheio de craques, faz 2 a 0 no primeiro tempo, gols de Zico e Bebeto. No segundo tempo, mesmo com um homem a menos (o lateral-esquerdo Paulo Roberto, expulso por acertar Zico violentamente), os mineiros tm foras para reagir, com gols de Chiquinho, de pnalti, e Srgio Arajo. Como precisa de uma vitria para passar deciso, o Atltico parte com tudo para cima dos rubro-negros. Estes comeam a explorar o contra-ataque, com a velocidade de Renato. Num deles, o atacante escapa livre e dribla o goleiro Joo Leite antes de marcar o gol da vitria e sacramentar a classificao do Flamengo. Na deciso, o time empata com o Inter por 1 a 1 no Beira-Rio, gol de Bebeto, e vence por 1 a 0 no Maracan, tambm com Bebeto. O Flamengo festeja o ttulo brasileiro. E tanto ele quanto o Inter se recusam a disputar o quadrangular com Sport e Guarani, proclamados campees do Mdulo Amarelo o time paulista e o pernambucano empatam em Campinas e no Recife, fazem uma interminvel deciso por pnaltis na Ilha do Retiro e a interrompem para dividir o ttulo. A CBF marca, ento, dois jogos entre Sport e Guarani. Aps empate em Campinas, o Sport vence no Recife e proclamado campeo brasileiro. Mas o campeo da principal competio, daquele que rene todas as grandes foras do pas, a elite do futebol brasileiro, mesmo o Flamengo de Z Carlos; Jorginho, Leandro, Edinho e Leonardo; Andrade, Alton e Zico; Renato, Bebeto e Zinho. Copa do Brasil de 90 Eliminado pelo Grmio nas semifinais do ano anterior, o Flamengo, dirigido por Jair Pereira, supera o Gois na deciso e o nico time carioca a conquistar a Copa do Brasil. Brasileiro de 92 O velho Jnior est no meio-de-campo do Flamengo, sempre com a camisa 5 com que se consagrou nos tempos de lateral-esquerdo rubro-negro. Para culminar, o grisalho Jnior tem demonstrado um incrvel apetite de gols. Faz nove no Brasileiro, sendo o artilheiro do time na competio, e, ao longo do ano, 16, empatando com Paulo Nunes, um atacante, como o principal goleador do Flamengo na temporada. O Brasileiro um campeonato, nesse ano, dominado pelos cariocas. O primeiro domnio do Vasco, com um Bebeto quase impossvel. Artilheiro da competio, Bebeto divide o ataque com um jovem promovido dos juniores pelo tcnico Nelsinho Rosa: Edmundo. Os vascanos so o melhor time da primeira fase. Na segunda, enquanto o Vasco cai de rendimento, cresce o Botafogo, que, em outro grupo, leva a melhor sobre Bragantino, Corinthians e Cruzeiro e chega final. O Vasco, por sua vez, encontra um ascendente Flamengo, o So Paulo e o Santos. Empata um jogo (1 a 1) e perde outro para o Flamengo (2 a 1), com o incrvel Jnior fazendo gol nos dois clssicos. Os rubro-negros, do tcnico Carlinhos, vo deciso contra os botafoguenses do tcnico Gil, seu ex-ponta-direita, de Mrcio Santos, Vlber, Carlos Alberto Santos, Pingo, Carlos Alberto Dias, Valdeir, Chico e Renato Gacho. O primeiro tempo do Flamengo no jogo de abertura das finais avassalador: 3 a 0, gols de Jnior, Nlio e Gacho. No segundo tempo, o Botafogo domina, mas no reduz o marcador. No segundo jogo, o Fla faz 2 a 0 (Jnior e Jlio Csar) e o Botafogo ainda busca o empate. Consegue, mas e s. A torcida rubro-negra, que ocupa quase toda a arquibancada, provoca o desabamento de uma grade e a queda de dezenas de torcedores. Quatro deles morrem. O jogo disputado assim mesmo e, nele, o Fla conquista o seu quinto ttulo brasileiro, com Gilmar; Charles, Glson Baresi, Wilson Gottardo e Fabinho; Uidemar, Jnior, Zinho e Pi; Jlio Csar e Gacho. Copa Mercosul Pelo herosmo demonstrado pelos jogadores do Flamengo, essa conquista figura como uma das importantes da histria do clube. Em meio competio, a diretoria decide pr venda o passe de Romrio, pela acusao, hipcrita, de ter ido a uma boate em Caxias do Sul. Artilheiro da Copa Mercosul, Romrio j de novo jogador do Vasco quando o Flamengo disputa as semifinais diante do Pearol. Vence por 3 a 0 no Maracan e, com 3 a 3 no Centenrio, est na deciso. Aps o fim do jogo em Montevidu, os jogadores rubro-negros so agredidos selvagemente pelos adversrios, com a polcia s intervindo quando a pancadaria j tem alguns minutos. Na deciso, o Flamengo pega o Palmeiras, campeo do ano anterior. Os rubro-negros vencem no Rio por 4 a 3, e com um 3 a 3 em So Paulo, comemoram o ttulo em pleno Parque Antrtica.













Turno

Abril

006 1 21/04 - QUA 21:45 Grmio 0 x 0 Flamengo
Olmpico 1 2 -
013 2 24/04 - SAB 16:00 Flamengo 0 x 0
Ponte Preta Raulino Oliveira - 2 -
035 3 29/04 - QUI 20:30 Paran 2 x 1 Flamengo
Pinheiro - 2 3
Maio

041 4 02/05 - DOM 16:00 Flamengo 1 x 1 So Caetano Raulino Oliveira 1 2 -
059 5 09/05 - DOM 18:00 Vitria 5 x 1
Flamengo Barrado - 2 3
066 6 16/05 - DOM 16:00 Flamengo 1 x 2 Internacional Raulino Oliveira
1 2 -
079 7 23/05 - DOM 16:00 Flamengo 1 x 2 Fluminense Maracan - 2 -
089 8 30/05 - DOM 16:00 Gois 2 x 2 Flamengo Serra Dourada
1 2 -
Junho

107 9 13/06 - DOM 18:00 Flamengo 3 x 0 Atltico-PR Raulino Oliveira - 2 3
114 10 20/06 - DOM 16:00 Cornthians 1 x 1 Flamengo Pacaembu
1 2 -
123
11
26/06 - SAB
18:00 Flamengo 0 x 3 Figueirense Raulino Oliveira - 2 3
Julho

143 12 04/07 - DOM 18:00 Flamengo 4 x 1 Paysandu Raulino Oliveira - 2 3
154 13 07/07 - QUA 21:45 Cricima 1 x 1 Flamengo Heriberto Hulse 1 2 -
160 14 10/07 - SAB 16:00 Flamengo 0 x 1 Vasco Maracan - 2 -
179 15 13/07 - TER 21:45 Santos 2 x 0 Flamengo Vila Belmiro 1 2 -
187 16 17/07 - SAB 18:00 Flamengo 0 x 1 Juventude Raulino Oliveira - 2 3
195 17 20/07 - TER 20:30 Guarani 0 x 1 Flamengo Brinco de Ouro - 2 -
211 18 24/07 - SAB 18:00 Flamengo 0 x 0 Atltico-MG Raulino Oliveira - 2 3
218
19
28/07 - QUA
20:30 Botafogo 0 x 0 Flamengo Maracan - 2 -
Agosto

231 20 01/08 - DOM 16:00 Flamengo 0 x 1 Palmeiras Raulino Oliveira 1 2 -
249 21 04/08 - QUA 21:45 Coritiba 1 x 0 Flamengo Couto Pereira 1 2 -
257 22 08/08 - DOM 16:00 Flamengo 1 x 0 So Paulo Raulino Oliveira 1 2 -
272 23 11/08 - QUA 21:45 Cruzeiro 2 x 0 Flamengo Mineiro 1 2 -
Returno

279 24 14/08 - SAB 18:00 Flamengo 3 x 0 Grmio Maracan - 2 -
297 25 18/08 - QUA 21:50 Ponte Preta 1 x 0 Flamengo Moiss Lucarelli 1 2 -
301 26 21/08 - SAB 16:00 Flamengo 2 x 1 Paran Raulino Oliveira - 2 -
318 27 29/08 - DOM 16:00 So Caetano 0 x 1 Flamengo Anacleto Campanela 1 2 -
Setembro

333 28 02/09 - QUI 20:30 Flamengo 2 x 0 Vitria Maracan - 2 -
344 29 08/09 - QUA 21:50 Internacional 0 x 0 Flamengo Beira-Rio 1 2 -
355 30 12/09 - DOM 16:00 Fluminense 2 x 1 Flamengo Maracan - 2 -
365 31 19/09 - DOM 16:00 Flamengo 4 x 0 Gois Raulino Oliveira 1 2 -
380 32 26/09 - DOM 16:00 Atltico-PR 2 x 1 Flamengo Joaquim Amrico 1 2 -
395 33 29/09 - QUA 21:50 Flamengo 0 x 0 Cornthians Maracan 1 2 -
Outubro

397 34 02/10 - SAB 16:00 Figueirense 3 x 2 Flamengo Orlando Scarpelli 1 2 -
413 35 06/10 - QUA --- Paysandu x Flamengo Mangueiro - - -
423 36 17/10 - DOM --- Flamengo x Cricima Raulino Oliveira - - -
435 37 24/10 - DOM --- Vasco x Flamengo Maracan - - -
447 38 27/10 - QUA --- Flamengo x Santos Maracan - - -
468 39 30/10 - SAB --- Juventude x Flamengo Alfredo Jaconi - - -
Novembro

471 40 07/11 - DOM --- Flamengo x Guarani Raulino Oliveira - - -
488 41 14/11 - DOM --- Atltico-MG x Flamengo Mineiro - - -
495 42 21/11 - DOM --- Flamengo x Botafogo Maracan - - -
515 43 28/11 - DOM --- Palmeiras x Flamengo Parque Antrtica - - -
Dezembro

519 44 05/12 - DOM --- Flamengo x Coritiba Raulino Oliveira - - -
537 45 12/12 - DOM --- So Paulo x Flamengo Morumbi - - -
543 46 19/12 - DOM --- Flamengo x Cruzeiro Maracan - - -
- - - - - - -
CAMPEO BRASILEIRO 2004