Make your own free website on Tripod.com

Flamengo ate morrer
Conquistas

Home

Goleiros do Flamengo
Fotos de Algumas Conquistas Flamenguistas
Conquistas
Jogadores Principais

historia das conquistas

esqueleto[1].jpg

CONQUISTAS



Ttulo carioca de 1910
Por ser o primeiro, a conquista valer ao Botafogo o apelido de "Glorioso" e ser includa no hino do clube. Um dos heris Dinor, irmo do tenente Dilermando de Assis, um dos personagens da tragdia que levou morte o jornalista e escritor Euclides da Cunha. Tambm atingido por uma bala, no tiroteio entre Dilermando e Euclides, motivado pelo fato de Ana, a mulher do escritor, ter como amante o jovem militar, Dinor ainda chega a defender o Botafogo e ser campeo. Mas a bala, que no pode ser extirpada, alojar-se- em sua espinha e o tornar vlido. Posteriormente, o bravo Dinor no suportar o fim abrupto da carreira e cometer suicdio, atirando-se nas guas da Baa de Guanabara. O time de 1910: Coggin; Edgar Pullen e Dinor; Rolando, Lulu Rocha e Lefvre; Emanoel, Abelardo, Dcio, Mimi Sodr e Lauro.

Tetracampeonato de 32 a 35
Os demais grandes clubes sempre desdenham esses quatro anos em que o Botafogo prefere ficar filiado Amea. Chamam-na de Liga Barbante. Para o Botafogo, esse tetra (o nico na histria do futebol carioca) to importante que o time, a partir dele, sempre hostentar no peito, acima do escudo, quatro estrelinhas. a poca do artilheiro Carvalho Leite, que s perder a condio de maior artilheiro do Botafogo em todos os tempos j nos anos 60, para Quarentinha.

Ttulo de 48
De um lado, o Vasco de Barbosa, Danilo e Ademir, campeo sul-americano de clubes, o Expresso da Vitria. Do outro, o Botafogo, h 13 anos sem ttulos. Por isso, todos os cuidados so tomados para a deciso do Campeonato Carioca. Dentro e fora do campo. O presidente Carlito Rocha no larga o cachorro Biriba, o mascote e smbolo maior de um time que sempre ser ligado superstio. O vestirio destinado ao Vasco em General Severiano, sem gua e com os vasos sanitrios providencialmente sujos, entupidos e malcheirosos, , ainda por cima, pintado, pela manh, com cal virgem, para irritar os olhos dos adversrios. E estes, ao passar sob a proteo de arame no acesso ao campo, ainda recebem uma chuva de p-de-mico, atirado pelos botafoguenses. Com tudo isso, h ainda um bom time do Botafogo, que aproveita a perplexidade que toma de assalto o rival e faz um gol com 2 minutos de bola rolando, com Paraguaio. Ainda no primeiro tempo, Braguinha aumenta. Otvio aumenta logo no incio do segundo tempo. O gol contra de vila, para o Vasco, dois minutos depois, serve apenas para estabelecer o placar de 3 a 1. O Botafogo , novamente, o campeo carioca, com Osvaldo Baliza; Grson dos Santos e Nlton Santos; Rubinho, vila e Juvenal; Paraguaio, Geninho, Pirilo, Otvio e Braguinha.

Ttulo de 57
Um empate basta para o Fluminense na final do Campeonato Carioca. Estamos no dia 22 de dezembro e mais de 90 mil pessoas comparecem ao Maracan. Joo Saldanha, o tcnico do Botafogo, resolve designar Quarentina para uma misso especial: grudar em Tel, o incansvel ponta-direita tricolor, que no pra em campo um instante sequer. Marcado Tel, raciocina o esperto Joo, o Botafogo pode impor seu toque de bola e encontrar mais espaos na rea adversria. Assim, comea-se a desenhar uma das mais incrveis finais da histria do campeonato. Um outro personagem entra em cena: o grandalho e desengonado Paulo Valentim, na definio de Joo, um tanque com inteligncia. No intervalo, Paulinho Valentim j mostrou a Castilho que a tarde botafoguense: trs gols. No incio do segundo tempo, Escurinho reduz o marcador para o Fluminense, que s se anima por trs minutos, o tempo que Valentim precisa para chegar de novo ao gol. Pouco depois, Garrincha, que tambm faz grande partida, mas, nesse dia, no o heri botafoguense, aumenta o placar. Valentim ainda encontra tempo para fazer seu quinto gol no jogo, antes de Valdo desconte e defina o resultado em 6 a 2. O artilheiro da tarde, que um dia ser dolo no Boca Juniors e morrer na misria em Buenos Aires, desmaia e carregado. Joo Saldanha tambm sai nos ombros dos torcedores. O time campeo: Adalberto; Beto, Tom, Servlio e Nlton Santos; Pampolini e Didi; Garrincha, dson, Paulo Valentim e Quarentinha.

Os anos 61 e 62
O Botafogo, no incio dos anos 60, o grande rival do Santos no cenrio nacional. Com os alvinegros da Vila Belmiro, faz clssicos eletrizantes. So muitos os craques que desfilam em campo com a camisa dos dois times.
Campeo em 61, com relativa facilidade, o time vai para a final com o Flamengo dependendo de uma vitria. Se empatar, o time rubro-negro ser o campeo. O tcnico Flvio Costa tenta uma experincia no Fla, ao escalar o promissor meia Grson como ponta-esquerda, para dar o primeiro combate a Garrincha. Mas este, indiferente a isso, faz simplesmente a maior atuao de sua carreira, talvez a ltima grande atuao. Endiabrado, leva seus marcadores loucura. Por causa dele, Grson ir-se desentender com Flvio e, no ano seguinte, ter o passe negociado com o prprio Botafogo, onde tambm far histria. Mas voltemos a Garrincha, tentemos acompanhar o baile que ele d no Maracan. No primeiro gol, ele supera Jordan na corrida e bate cruzado. Salta a primeira turma de fotgrafos atrs da linha de fundo e abraa seu amigo Sandro Moreyra, um jornalista botafoguense que um dia j o chamara de Gualicho. Ainda no primeiro tempo, em jogada de Man, Quarentinha aumenta. No incio do segundo tempo, Zagallo cruza da esquerda, Quarentinha acerta um potente voleio, a bola bate no goleiro Fernando e sobra. No rebote, l est Garrincha para liquidar o adversrio. Os campees: Manga; Joel, Z Maria, Nlton Santos e Rildo; Arton e Arlindo; Garrincha, Quarentinha, Amarildo e Zagallo. Nesse mesmo 62, o Botafogo, vivendo o seu aurge, conquista o Rio-So Paulo. E base da seleo bicampe do mundo no Chile. No time titular do Brasil, esto os botafoguenses Nlton Santos, Didi, Garrincha, Amarildo e Zagallo.

Os bis de 67 e 68
Zagallo abandonara as chuteiras em 65. Mas no o Botafogo, onde passara a comandar os juvenis. Ali, ele revela vrios jogadores para o time principal, que assume em 67. Seu primeiro grande teste na Taa Guanabara, que o time decide com o Amrica. Nesse dia, Zagallo aposta suas fichas em Paulo Csar. E o jovem ponta-esquerda que desequilibra a partida, ao marcar os dois gols da equipe no empate por 2 a 2 e o gol da vitria, j na prorrogao. O Botafogo, percebe-se, volta a ter um timao. Meses depois, o time decide o Campeonato Carioca com o Bangu. O time de Moa Bonita fora vice- campeo em 64 e 65 e campeo em 66. Experiente, tem jogadores como o goleiro Ubirajara, o lateral Fidlis, o volante Jaime e os atacantes Paulo Borges, grande nome do time, Cabralzinho, Mrio Tilico e Aladim. A tarde de Grson, que comanda o time com seu futebol de craque, os passes medidos, lanamentos perfeitos. Grson que faz o gol da vitria, quando o placar est no 1 a 1. E ele que, percebendo que Manga no est bem, falhando sem parar, passa a jogar praticamente ao seu lado, por trs do zagueiro, apelando at para os chutes, lutando com um leo. E o Botafogo confirma o que a Taa Guanabara j revelara. Tem um grande time: Manga; Moreira, Z Carlos, Lenidas e Valtencir; Carlos Roberto e Grson; Rogrio, Roberto, Jairzinho e Paulo Csar. Em 68, o time o mesmo. Na Taa Guanabara, o adversrio da deciso o Flamengo. Rogrio, contundido, no joga. E substitudo por um ex-rubro-negro, Zequinha, envolvido numa incrvel troca por Zlio. Enquanto Zlio "desponta"para o anonimato ao trocar General Severiano pela Gvea, Zequinha, ao fazer o caminho inverso, "explode" no Botafogo. E, nessa deciso, um dos destaques da goleada por 4 a 1. Em meio ao Campeonato Carioca, o goleiro Manga, desgastado por uma briga com Joo Saldanha no ano anterior, negociado com o Nacional de Montevidu. Cao assume a posio, na nica modificao na equipe. A final do Campeonato Carioca diante do Vasco, que ousara vencer o Botafogo por 2 a 0 no primeiro turno. Com um contundente 4 a 0, o Botafogo devolve a derrota em dobro e bicampeo, com Cao; Moreira, Z Carlos, Lenidas e Valtencir; Carlos Roberto e Grson; Rogrio, Roberto, Jairzinho e Paulo Csar. Nesse mesmo ano, a seleo brasileira disputa a Copa Rocca com a Argentina, em dois jogos. No primeiro, representado por uma seleo carioca, o Brasil goleia por 4 a 1 no Maracan. O time carioca , basicamente, o Botafogo, com um ou outro reforo. No quarto gol, depois de quase dois minutos de toque de bola sem que os argentinos consigam recuper- la, Jairzinho e o vascano Nei fazem grande tabela e Jair define o jogo. Dias depois, no Mineiro, uma seleo mineira (o Cruzeiro, com dois atleticanos), vence por 3 a 2 a Argentina e confirma o ttulo.

O ttulo de 89 e o bi em 90
De 68 a 89, o Botafogo vive de feitos isolados, como os 6 a 0 que aplicou no Flamengo, a 15 de novembro (aniversrio do rival) de 72. Mas de muitos fracassos tambm, como os 6 a 0 que os rubro-negros lhe devolveram em 81 e os 6 a 1 de 85. Mas, neste fim dos anos 80, o bicheiro Emil Pinheiro, poderoso diretor de futebol do clube, consegue montar um time competitivo, bem dirigido pelo gacho Valdir Espinosa, o mesmo que levara o Grmio, seis anos antes, aos ttulos da Libertadores e mundial interclubes. O primeiro turno termina com o Botafogo invicto, mas o Flamengo de Tel campeo. "H coisas que s acontecem ao Botafogo", lamentam os torcedores alvinegros. No encontro entre os dois times, um empate por 1 a 1, o rbitro Lus Carlos Flix encerrou o jogo quando o goleiro rubro-negro Z Carlos soltara um cruzamento na rea. Ainda estava apontando o meio-de-campo quando a bola, chutada no rebote por Paulinho Cricima, entrou no gol. Como esse lance fez falta, lametaram os botafoguenses. No returno, novo clssico contra o Flamengo de Tel. Que vence por 3 a 1 at os 40 minutos do segundo tempo. O zagueiro rubro-negro Gonalves, que raramente tem chance no time, tenta atrasar uma bola para Z Carlos e encobre o goleiro. No ltimo minuto, o volante Vtor, revelado na Gvea, recebe a bola livre na rea, dribla Z Carlos e empata a partida. "Esse time tem algo de especial", comeam a desconfiar os supersticiosos botafoguenses. De fato, a equipe e o Flamengo caminham juntos at a ltima rodada. Na penltima, acompanham o tropeo do Vasco diante do Nova Cidade que elimina os cruzmaltinos do campeonato. Na ltima rodada, jogam Botafogo x Bangu, num sbado, Flamengo e Vasco, na noite de segunda. Se o Botafogo vencer o Bangu, o campeo da Taa Rio, o segundo turno, pois ter uma vitria a mais do que o Flamengo. Um grande time comparece ao Maracan, onde o Botafogo favorito absoluto, diante de um time em decadncia irreversvel. Mas o Bangu segura o 0 a 0. Na segunda, um empate levar botafoguenses e rubro-negros a decidirem o turno em jogo-extra. E, se der Flamengo, ser ele o campeo carioca. O Vasco, eliminado, luta bastante, faz 1 a 0 e sustenta o resultado at os 44 minutos do segundo tempo, quando, numa falha de Paulo Roberto, Bebeto empata. Na sada da bola, Paulo Roberto, com raiva, avana em velocidade e arrisca um chute de longe. A bola passa sob o corpo de Z Carlos e d a vitria ao Vasco e o ttulo do turno ao Botafogo. Na deciso, o primeiro jogo fica no 0 a 0, embora o Botafogo tenha tido muito mais chances. Trs dias depois, a 21 de julho, Botafogo e Flamengo fazem o segundo jogo final. Se houver empate, a deciso ir para a terceira partida. Mas, aos 16 minutos do segundo tempo, o volante Luizinho espicha longo lanamento a Mazolinha na ponta- esquerda. Mazolinha, que substitura Gustavo logo no incio do jogo, vai linha de fundo e cruza na rea. Maurcio, que acompanha o lance em diagonal, d um leve toque com a mo nas costas de Leonardo, tira sutilmente o rubro- negro da jogada e, com o p direito, manda a bola para o gol. Esse lance, devidamente escaneado, ser "posto venda" em camisetas pelo Rio. Vinte e um anos depois, o Botafogo campeo. E invicto, com Ricardo Cruz; Josimar, Wilson Gottardo, Mauro Galvo e Marquinhos; Carlos Alberto Santos, Luisinho e Vtor; Maurcio, Paulinho Cricima e Gustavo. No ano seguinte, com o reforo de Paulo Roberto, Gonalves, Valdeir, Carlos Alberto Dias e Donizete e a efetivao do jnior Djair, o time vai para o turno final com Vasco e Fluminense. Com apenas uma derrota na campanha, o Botafogo classifica-se pela soma de pontos, enquanto Vasco e Fluminense conquistam um turno, cada. O triangular s disputado aps a Copa do Mundo. Quando o campeonato se reinicia, o tcnico do Botafogo j no Edu, que foi para o exterior. O eterno interino Joel Martins assume o comando. E seu capito, Mauro Galvo, foi para a Sua. O Vasco bate o Fluminense no primeiro jogo. Se o Botafogo vencer o Vasco, comemorar o bi. Mas os vascanos, com o apoio da Federao, no entendem assim, fazem nova interpretao no regulamento. Com um gol de Carlos Alberto Dias, o Botafogo vence por 1 a 0 e d a volta olmpica. O presidente da Federao, Eduardo Viana, o "Caixa dgua", l um documento em que anuncia a desfiliao do Botafogo da entidade. O Vasco, sem trofu, tenta desfilar como campeo, carregando uma caravela. Dias depois, a Justia Desportiva d ganho de causa aos botafoguenses. O bi real. O time: Ricardo Cruz; Paulo Roberto, Gonalves, Wilson Gottardo e Renato; Carlos Alberto Santos, Luisinho, Djair e Carlos Alberto Dias; Donizete e Valdeir.

Ttulo brasileiro de 95
Quando a diretoria do Botafogo anuncia a contratao do tcnico Paulo Autuori, muitos torcedores torcem o nariz. Autuori, um carioca, tem mais nome em Portugal, onde fizera boas campanhas com times pequenos, do que no seu pas de origem. A nica estrela do time o atacante Tlio. A diretoria aproveita para repatriar dois jogadores que o clube negociara, juntos, para o futebol mexicano, cinco anos antes: o zagueiro Gonalves e o atacante Donizete. No primeiro turno, que classifica o melhor time de cada grupo (so dois grupos, de 12 equipes), Cruzeiro e Fluminense conseguem a vaga nas semifinais, depois de jogos apenas contra os da mesma chave. O Botafogo, aos poucos, vai-se impondo como uma das foras da competio. No segundo turno, com jogos contra os times do outro grupo, os botafoguenses chegam ao turno final, acompanhados pelo Santos. Por ter melhor campanha no total, o Botafogo decide em vantagem com o Cruzeiro uma vaga na final. So dois jogos contra um time para quem o Alvinegro perdera, por 5 a 3, num dos melhores jogos da competio, no Mineiro. Em Minas, o Botafogo obtm um bom 1 a 1. Com o 0 a 0 no Rio, chega deciso, o que no consegue h 23 anos. Seu adversrio ser o Santos, que passa pelo Fluminense com uma derrota por 4 a 1, no Maracan, e uma vitria por 5 a 2, no Pacaembu. E os santistas jogam por dois empates. No Rio, o Botafogo faz 2 a 1. E a torcida santista comemora nas arquibancadas, certa de que, para um time que virara sensacionalmente uma semifinal contra o Fluminense, era bem mais fcil dar o troco na final, quando s bastaria ao time vencer por um golzinho de diferena. No Pacaembu, o Botafogo faz 1 a 0, com um gol de Tlio em posio irregular, no percebida pelo rbitro mineiro Mrcio Rezende de Freitas. No incio do segundo tempo, o lateral Marquinhos Capixaba conduz uma bola com a mo, na rea botafoguense, e ela sobra para Marcelo Passos empatar. Nos minutos finais, em lance muito rpido, Camanducaia antecipa-se zaga botafoguense e marca, de cabea. Mas Mrcio Rezende marca impedimento. A TV provar depois que ele errara no lance. Com uma srie de grandes defesas, o goleiro Vgner segura, heroicamente, o empate. E o Botafogo, do artilheiro Tlio, comemora o seu primeiro ttulo de campeo brasileiro. O time: Vgner; Wilson Goiano, Gonalves, Wilson Gottardo e Andr Silva; Jamir, Leandro, Beto e Srgio Manoel; Donizete e Tlio. A torcida, convertida competncia de Autuori, lamenta a sada do tcnico, que decide voltar a Portugal.



?!?!CURIOSIDADES DO MENGO!?!?

- O Flamengo o time de maior torcida do Brasil e do Mundo, j que nenhum outro clube do planeta possui uma nao de 35 milhes de torcedores! (Fonte: IBOPE, pesquisa realizada em todo Brasil em 1998 e divulgada pelo Jornal Esportivo "LANCE")...

- As primeiras cores do Flamengo foram o azul e o amarelo. Essas cores, entretanto, possuam pouca resistncia ao sol forte do Rio de Janeiro e salinidade das guas da Baa de Guanabara, por isso a mudana do uniforme para as cores rubro-negras...

- O maior pblico registrado at hoje no Campeonato Brasileiro foi no jogo Flamengo 3 x 0 Santos, em 1983, 155.253 flamenguistas lotaram o Maraca e viram o Mengo levar seu 3 ttulo brasileiro...

- Zico, o maior jogador da histria do Flamengo, fez 508 gols com o manto sagrado, conquistou 13 ttulos em 16 disputados, e ainda hoje o 2 maior artilheiro do Campeonato Brasileiro com 133 gols marcados...

- O urubu, tornou-se o mascote do Mengo, quando em um clssico contra o Botafogo, no qual o alvinegro vencia a partida, a ave pousou no campo com uma bandeira do Fla amarrada e logo depois o Flamengo virou o jogo. Antes disso, outros animais j foram mascotes do Mengo como a cobra-coral, e tambm o papagaio, alm do personagem Popeye...

- Os maiores artilheiros da Histria do Flamengo so: Zico( 508 gols), Dida(244), Henrique (214), Romrio(205) e Pirilo (201)...

- Voc sabia que aquelas cinco estrelas do uniforme do Flamengo, representam os 4 tricampeonatos estaduais (42-43-44/ 53-54-55/78-79-79/99-2000-2001) e o mundial interclubes conquistados pelo Mengo?

- Dois alagoanos j foram destaques no Flamengo: Dida, vice-artilheiro da histria rubro-negra; e Zagallo, que foi tri-campeo carioca pelo Flamengo na dcada de 50...

- O Flamengo possui as melhores estatsticas em toda histria dos Campeonatos Cariocas: jogador com mais ttulos: Zico (7 estaduais); jogador com mais gols em um Estadual: Slvio Pirillo - 39 gols; clube com maior n de vitrias: 1.165; clube com maior n de gols marcados: 4.392; clube com a melhor mdia de gols-pr: 2,32; clube com o maior n de ttulos no Maracan:16 no Maraca...


--------------------------------------------------------------------------------

Outros destaques da seo FLAMENGO:
craques | conquistas | penta | libertadores 81 | mundial 81 | mercosul 99 | tricampeonato | copa

Obrigado por visitar o site Fla-Macei on line.... Confira tambm as outras sees da pgina!







TTULOS

CAMPEONATOS NACIONAIS

5 Campeonatos Brasileiros - 1980, 82, 83, 87 e 92
Saiba como foram conquistados os 5 brasileiros do Mengo!

Copa do Brasil - 1990

Torneio Rio-So Paulo 1961

Copa dos Campees 2001

CAMPEONATOS ESTADUAIS

- Tri campampeo Estadual em 42, 43 e 44; 53, 54 e 55; 78, 79 e 79 Especial (invicto); 99, 2000 e 2001.

- Campeo Estadual em 1914, 15 (invicto), 20 (invicto), 21, 25, 27, 39, 63, 65, 72, 74, 81, 86, 91, 96 (invicto), 99 , 2000, 2001 e 2004.

- Campeo da Taa Guanabara em 1970, 72 (invicto), 73 (invicto), Pentacampeo:78, 79, 80 (invicto), 81, 82; 84, 88, 89 (invicto), 95, 96 (invicto),1999, 2000 e 2001.

- Campeo do Torneio Incio do Campeonato Estadual em 1920, 22, 46, 51, 52 e 1959.

- Campeo da Copa Rio em 1991.


Campeo Estadual 2004


TTULOS INTERNACIONAIS

- Campeo da Taa Libertadores da Amrica em 1981.

- Campeo Mundial Interclubes em 1981.

- Campeo da Copa Mercosul 1999 (Pster do Campeo)

- Bicampeo do Torneio Ramn de Carranza (Espanha) em 1979-80.

- Campeo do Torneio Octogonal (Argentina) em 1961.

- Campeo da Copa Kirim (Japo) em 1988.

- Campeo do Torneio de Hamburgo (Alemanha) em 1989.

- Campeo da Copa Marlboro Cup (Estados Unidos) em 1990.

- Campeo da Copa Sharp (Japo) em 1990.

- Campeo do Torneio Kuala Lampur (Malsia) em 1994.

- Campeo da Copa Ouro Conmebol em 1996.




voute para essa pagina