Make your own free website on Tripod.com



Animais
Golfinhos

esqueleto[1].jpg







Desde h muito tempo que a graciosidade dos golfinhos fascina muita gente. Imaginem a viso mgica de um grupo de golfinhos divertidos a saltar fora da gua, ou a nadar sem esforo proa de um barco, aproveitando o impulso do seu avano.


Os golfinhos so animais que so capazes de exercer grandes saltos, de nadar muito rpido e de possuir uma grande mobilidade. So mamferos, logo so animais de sangue quente, respiram por pulmes e do luz crias que amamentam por meio de glndulas mamarias. O seu habitat natural por excelncia os oceanos. Os oceanos so, geologicamente, o espao menos explorado e consequentemente menos conhecido do globo terrestre. So caracterizados por serem a reserva de vida mais importante do globo, que oferecem condies excessivas de vida, como por exemplo grandes profundidades, altas presses e falta absoluta de luz. Todas estas condies impedem o estudo pormenorizado da vida dos golfinhos e levam-nos para uma ignorncia parcial do que sero eles capazes de fazer.


A designao "Golfinho" geralmente aplicada s espcies com um focinho alongado e em forma de bico, com um corpo elegante. O nome "Boto" associado a espcies de menor tamanho, menos elegantes e com focinho arredondado.

Home

Mico leao Dourado | Peixes abissais | Galeria de fotos sobre peixe | Gato de estimacao | Baleias | Onca pintada | Golfinhos | Piadas de papagaio

Alguns tipos de Golfinhos



Os cetceos esto representados em Portugal por 25 espcies pertencentes s subordens: odontocetes e misticetes. A primeira inclui 18 espcies, distribudos por 5 famlias (focendeos, delfindeos, zifildeos, cogdeos e fisetendeos), enquanto a segunda est representada por 2 famlias (balendeos e balenoptendeos), que compreendem 6 espcies.

Focendeos

Esto representados em Portugal pelo boto (Phocoena phocoena), o cetceo de menor dimenso do Oceano Atlntico e que no salta para fora de gua. Embora fosse muito abundante no princpio do sculo, actualmente apenas de ocorrncia comum. uma espcie de hbitos costeiros, os indivduos deslocam-se em pequenos grupos. Consomem peixes, moluscos e crustceos.

Delfindeos

Os Delfindeos so a famlia mais representada em Portugal. O caldeiro (Steno bredanensis) e o golfinho-pintado (Stenella frontalalis) so conhecidos apenas nos Aores, e a baleia-piloto-azul (Globicephala macrorhyncus) aparece tambm na Madeira. A orca-bastarda (Pseudorca cassidens) e a orca (Ornicus orca) so de ocorrncia rara, e o grampo (Grampus griseus) ocasionalmente, nas guas portuguesas.

O golfinho comum (Delphinus delphis) e o roaz-corvineiro (Tursiops truncatus) so os cetceos mais comuns ao longo das costas portuguesas.

Golfinho Comum (Delphinus Delphis)
Roaz-corvineiro (Tursiops truncatus)
Orcinus Orca
Zifildeos

Os zifildeos esto representados em Portugal por 5 espcies. Destes, o botinhoso (Hypercodor ampullatus) e a baleia-de bico Sowerby (Mesoplodon bidens) apenas apenas ocorrem em guas insulares, e outros dois so observados excepcionalmente: a baleia-de-bico de Blainville (Mesoplodon densirostris) e a baleia-de-bico de Gervais (Mesoplodos europaeus). S o zfo (Ziphius cavirostris) observado com alguma frequncia nas guas continentais particularmente na zona de Peniche. uma espcie pelgica que se alimenta quase exclusivamente de cefalpodes.

Cogdeos

Nas costas portuguesas existe apenas um cogdeo, o cachalote -pigmeu (Kogia breviceps), este de espcie rara.

Cachalote



Fisetendeos

Esta famlia representada em Portugal pelo cachalote (Physeter macrocephalus), comum nos Aores e ocasionalmente nas guas continentais. uma espcie pelgica, sendo a sua dieta constituda por cefalpodes (exe: lulas) e por vezes peixes. Em determinadas regies, observam-se em grandes concentraes sazonais de cachalotes.

Balendeos

O nico exemplar em Portugal a baleia-branca (Eubalaena glacialis).

Balenoptendeos

Esta famlia representada pelo jubarte (Megaptera novaeangliae), a baleia-azul (Balaenoptera musculus) e a baleia-an (Balaenoptera acutorostrata) ocasionalmente.

Jubarte